CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Saúde

Segunda-feira, 25/05/2020 12:54
Por Departamento de Jornalismo

Ministério da Saúde lança nova campanha de doação de leite

Campanha visa estimular a doação de leite, mesmo durante a pandemia da COVID-19



O Brasil registrou redução de 5% no número de doadoras nos quatro primeiros meses do ano em relação a 2019. Campanha visa estimular a doação de leite, mesmo durante a pandemia da COVID-19


O Ministério da Saúde lançou, nesta terça-feira (19), data em que comemora-se o Dia Mundial de Doação de Leite Humano, campanha para sensibilizar e mobilizar as doações de leite materno, mesmo durante a pandemia da COVID-19. O ministério alerta que com os cuidados necessários, tanto da doadora quanto dos Bancos de Leite, é possível manter a rotina de doação. Com o slogan “Doe leite materno. Nessa corrente pela vida, cada gota faz a diferença", a campanha tem o objetivo de estimular doações durante todo o ano. De janeiro a abril deste ano, houve redução de 5% no número de doadoras em relação ao mesmo período de 2019.


Neste ano, diante do momento de emergência pública que o país enfrenta, até o momento, por conta do coronavírus, a orientação do Ministério da Saúde é que mulheres saudáveis continuem doando leite, mesmo que o pote não esteja cheio. Cada pote de leite humano pode ajudar até 10 recém-nascidos. É importante tomar alguns cuidados, como: somente doar se estiver saudável, verificar nos postos de coleta e bancos de leite humano a necessidade de agendamento para evitar aglomerações e seguir as orientações para coleta segura. Caso a mulher tenha sintomas de gripe ou morar com alguém que apresente esses sintomas, deverá suspender a doação nesse período.

A secretária substituta de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Daniela Carvalho, informa que a pasta está preocupada com a pandemia e o seu impacto na vida dos bebês que precisam dessas doações. “Cada gota de leite materno representa uma vida, um bebê que está na UTI Neonatal precisando de ajuda. O Brasil precisa da solidariedade de todas as mães lactantes e, principalmente, dos profissionais de saúde, que têm papel importante de informar às mulheres a melhor forma e os benefícios de fazer a doação deste leite”, disse Daniela Carvalho.

O Brasil possui a maior e mais complexa rede do mundo, sendo referência internacional por utilizar estratégias que aliam baixo custo e alta tecnologia. A Rede Global de Bancos de Leite Humano (RBLH) é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz). São 224 Bancos de Leite Humano e, ainda, 217 postos de coleta, além da coleta domiciliar em alguns estados. As possíveis doadoras podem obter mais informações pelo site saude.gov.br/doacaodeleite ou pelo telefone 136.




Tags: 
Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2020 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados