CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Saúde

Quarta-feira, 11/03/2020 16:29
Por

Proliferação de coronavírus leva OMS a declarar pandemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma pandemia do coronavírus.



A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou hoje (11) uma pandemia do coronavírus, num reconhecimento de que a mera estratégia de conter a proliferação da doença já não seria suficiente.
A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.
Na prática, ao anunciar a pandemia, a agência de saúde indica que governos devem trabalhar não mais para apenas conter um caso.Mas atuar também para atender uma parcela da população mais ampla e vulnerável. Estratégias direcionadas apenas para identificar casos e isolar pessoas precisam ser trocadas por um plano sanitário que evite mortes e que atua para toda a população. 

A mudança no status não significa que a taxa de letalidade tenha sido incrementada e nem que as orientações da agência serão modificadas. Mas é um chamado da OMS apela para que governos adotem medidas mais duras e agressivas.
Segundo a entidade, nas últimas duas semanas, o número de casos fora da China cresceu 13 vezes e o número de países afetados triplicou. Em apenas uma semana, o número de países afetados passou de 45 para 114. O Brasil tem ao menos 35 casos confirmados.

Onde há casos confirmados de coronavírus?
África do Sul
Alemanha
Andorra
Arábia Saudita
Argélia
Argentina
Armênia
Austrália
Áustria
Azerbaijão
Bahrein
Belarus
Bélgica
Bolívia
Bósnia e Herzegovina
Brasil
Brunei
Bulgária
Burkina Fasso
Butão
Camarões
Camboja
Canadá
Catar
Chile
China (Hong Kong e Macau)
Chipre
Colômbia
Coreia do Sul
Costa Rica
Croácia
Dinamarca
Egito
Emirados Árabes Unidos
Equador
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Estônia
EUA
Filipinas
Finlândia
França
Geórgia
Grécia
Gibraltar
Guiana Francesa
Holanda
Honduras
Hungria
lhas Faroe
Índia
Indonésia
Irã
Iraque
Islândia
Irlanda
Israel
Itália
Jamaica
Japão
Jordânia
Kuait
Letônia
Líbano
Liechtenstein
Lituânia
Luxemburgo
Macedônia do Norte
Malásia
Maldivas
Malta
Marrocos
México
Moldávia
Mônaco
Mongólia
Nepal
Nigéria
Noruega
Nova Zelândia
Omã
Palestina
Panamá
Paquistão
Peru
Polônia
Portugal
Reino Unido
República Democrática do Congo
República Dominicana
República Tcheca
Romênia
Rússia
San Marino
São Bartolomeu
Sérvia
Senegal
Singapura
Sri Lanka
Suécia
Suíça
Tailândia
Taiwan
Togo
Tunísia
Turquia
Ucrânia
Vaticano
Vietnã
Atualizado às 8h de 11 de março

Até o mês de fevereiro, a entidade insistia que a proliferação em grande escala apenas estava sendo registrada em cidades chinesas, com o casos fora do país asiático ainda podendo ser contidos. Isso, em termos técnicos, não representaria uma pandemia e, portanto, a entidade resistia em passar para um nível superior de alerta. Mas, nos últimos dias, a agência com sede em Genebra já vinha alertando que a capacidade de sistemas de saúde em frear o surto estava se esgotando. O risco global foi elevado na semana passada para "muito elevado" e preparações para uma nova fase começaram a ser feitas. Ainda assim, a entidade passou a ser questionada por seu comportamento.



Tags: 
Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2020 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados