CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Saúde

Terça-feira, 19/11/2019 12:42
Por Da redação.

Treinamento de astronautas pode ajudar pacientes com câncer, sugere estudo.

Pacientes com câncer podem se beneficiar do treinamento feito por astronautas



Pacientes com câncer podem se beneficiar do treinamento feito por astronautas antes, durante e depois de uma viagem espacial, conforme sugere um novo estudo publicado na revista Cell. De acordo com os pesquisadores, os efeitos negativos do tratamento da doença podem ser amenizados se o paciente fizer regularmente alguns exercícios realizados por astronautas.

"Foi uma surpresa quando notamos as similaridades entre astronautas durante um voo espacial e pacientes de câncer durante o tratamento”, explicou Jessica Scott, autora do estudo. “Ambos têm perda em massa muscular, desmineralização óssea e alterações na função cardíaca”. Além disso, a pesquisadora explica que algumas alterações no funcionamento cerebral também coincidem entre os dois casos. “Os astronautas sofrem do que é chamado neblina espacial, em que têm problema de foco ou ficam um pouco esquecidos. É algo muito similar ao que pacientes de câncer experimentam”, disse.

Assim, o estudo sugere que a rotina de exercícios realizada pelos astronautas para suportar o estresse das viagens espaciais pode ser passada a pacientes tratando câncer. De acordo com o estudo, “a reabilitação com exercícios não é padrão para pessoas com câncer”, apesar de pesquisas já terem apontado que pode haver benefícios nesse tipo de rotina.

Sendo assim, a equipe de pesquisadores sugere que uma rotina com caminhada em esteira rolante pode ajudar no tratamento, reduzindo os impactos da quimioterapia, imunoterapia e terapia direcionada. “Essa estrutura de exercícios da NASA poderia ser aplicada para ajudar quase um milhão de indivíduos que serão diagnosticados com câncer nos Estados Unidos neste ano, assim como mais de 15 milhões de sobreviventes de câncer nos EUA hoje”, concluiu Scott.

Fonte: EurekAlert!





Tags: 
Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2019 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados