CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Social

Quinta-feira, 14/11/2019 17:30
Por Carla Mota

Prefeitura divulga Plano Chuvas de verão 2019/2020

Cidade vai ganhar cinco novos piscinões



A  Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras e da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), apresentou neste quinta-feira (14) o Plano Chuvas de Verão 2019/2020. O objetivo é reduzir as áreas de alagamento na cidade.

 A iniciativa será desenvolvida até o fim do ano com o funcionamento de cinco novos piscinões nas zonas Norte, Sul e Oeste, além de ações preventivas e emergenciais para intensificar a coleta domiciliar, limpeza de túneis e ramais durante o período das chuvas, assim como alertas eletrônicos para a população.

 “Além dos cinco novos piscinões, da limpeza de córregos, galerias e demais áreas sujeitas às inundações, estamos refazendo o mapa de risco de São Paulo. Contratamos novos geólogos e metade do mapa de 2010 foi reestruturado, com apontamentos para a Defesa Civil, onde há áreas de deslizamento. Também estamos ampliando a quantidade de alertas para a população: teremos alertas nas estradas; nos relógios da cidade, graças à uma parceria com o Governo do Estado; e o aplicativo São Paulo + segura.  A população poderá  baixá-lo no celular e receber  os avisos sobre as áreas de risco de alagamento.  Assim, a Prefeitura vai realizar um trabalho preventivo para responder à demanda e atenuar esse grande problema da cidade de São Paulo”, afirmou o prefeito Bruno Covas, por meio de uma gravação feita por vídeo.

 Os cinco piscinões, que serão entregues até o fim do ano, têm capacidade para armazenar 234 mil m³ de água e equivalem a 93,6 piscinas olímpicas. Juntos, somam um investimento de R$ 107,8 milhões. Três deles foram concluídos. Um na Avenida Diógenes Ribeiro de Lima, na  Zona Oeste; e Tremembé R1 e Tremembé R3,  na Zona Norte. Mais dois reservatórios começam a operar no Córrego Ipiranga (Zona Sul), onde as enchentes são recorrentes.  Com estes cinco piscinões deste ano, sobe para 32 o número de reservatórios para minimizar os problemas causados pelas enchentes.

Alertas nas rodovias - Para o atual período de chuvas, o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura trabalhará em parceria com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), para inclusão dos alertas de enchentes nas rodovias que dão acesso à capital, permitindo que os motoristas busquem caminhos alternativos. Os displays dos relógios de rua também serão utilizados para exibir alertas sobre enchentes.

 Limpeza -  Para evitar pontos de alagamento nas 210 bacias da cidade (depressões formadas nas vias) foram mapeados 927 pontos com risco de enchentes identificados pela Amlurb, juntamente com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)  e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

 Córregos - As obras de canalização dos córregos também têm recebido atenção. Em julho foram retomadas as canalizações dos córregos Zavuvus e Mirassol, na Zona Sul, que estão em andamento. Um dos trechos já foi concluído este ano. O Córrego Tremembé, na Zona Norte, também está em obras e duas partes dele foram finalizadas entre 2017 e 2018. Um trecho do Córrego Paciência  (Zona Norte) foi finalizado em fevereiro e os trabalhos seguem em execução. O Córrego Dois Irmãos, localizado na Zona Leste, terá suas obras iniciadas ainda este mês.




Tags: 
Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2019 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados