ENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume

NOTÍCIAS - Política / Brasil

Sexta-feira, 30/11/2018 13:44
Por Luiz Carlos Ramos

Pezão, o 4º governador do Rio preso

Fica mais grave o caos do Estado tomado pela corrupção




Foto: Marcelo Sayão | Agência Brasil

Visto da janelinha do avião, à chegada do visitante, o Rio de Janeiro continua lindo, como um dia cantou Gilberto Gil. Mas o rastro de corrupção, que levou a Cidade Maravilhosa e todo Estado do Rio ao caos político, financeiro e moral, ganhou um novo capítulo nesta semana, com a prisão do governador em pleno Palácio do Governo. Luiz Fernando Pezão, que completaria seu mandato em 31 de dezembro, foi levado pela Polícia Federal para a prisão, em Niterói, acusado de desviar R$ 40 milhões desde os seus tempos de vice-governador.

Polícia ir atrás de governador em pleno Palácio é inédito na história. Governador ir para a cadeia, não. Todos os governadores dos últimos 20 anos estão ou estiveram presos: Sérgio Cabral, antecessor de Pezão, é o que mais roubou e já está condenado pela Lava Jato a mais de 100 anos de prisão. Anthony Garotinho e sua esposa, Rosa Matheus Garotinho, também ex-governadora, andaram igualmente pernoitando na cadeia. Garotinho tentou se eleger novamente em 2018, mas teve sua candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O Rio, um dos cinco Estados mais importantes do País, tomado pela alta criminalidade nas ruas e pela corrupção nos gabinetes, não soube aproveitar as obras que lhe foram garantidas pelo governo federal quando da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016 e tornou-se um exemplo de descalabro.

Cabe agora aos novos governantes buscar luz no fundo do túnel.







Tags: 


Veja mais

® 2018 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados