CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Google Plus Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Exclusivas / Saúde

Quarta-feira, 01/08/2018 11:56
Por Ana Paula Novaes

Amamentação previne doenças e pode evitar 13% das mortes de crianças com menos de 5 anos

Agosto Dourado lembra a importância do aleitamento materno; confira na reportagem de Carolina Mattos.

OUÇA





Além do bebê, a amamentação também traz benefícios para a saúde da mãe
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil






Você sabia que agora o mês de agosto é dourado? Essa cor foi escolhida para lembrar a importância do aleitamento materno. Hoje, dia 1º de agosto, é o Dia Mundial da Amamentação e, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 6 milhões de crianças são salvas por meio da amamentação exclusiva.

Mais potente do que qualquer vacina, sozinho, o aleitamento materno pode evitar 13% das mortes de crianças com menos de 5 anos por causas passíveis de prevenção. A conclusão é de um estudo publicado em uma revista científica norte-americana.

A amamentação também traz uma série de benefícios para o bebê. É o que explica a Camila Brasileiro Nam, pediatra e neonatologista, em entrevista concedida à repórter Carolina Mattos. “O leite materno tem uma série de vantagens. Ele se mostra um alimento completo até os seis meses de vida do bebê e também protege contra infecções, principalmente do trato respiratório e intestinal. Há vários estudos que mostram que o leite materno previne contra uma série de alergias e doenças como asma e dermatite atópica”, explica. “O fato de a mãe amamentar este bebê é significam menos chances de esta criança desenvolver doenças crônicas, como diabetes, Doença de Chron, e linfoma no futuro. Além disso, ela permite um desenvolvimento cognitivo melhor para este bebê. O leite materno tem maior proporção de ácidos graxos essenciais e Ômega 3, que favorecem a formação da bainha de mielina, importante para o neurodesenvolvimento e também para a formação da retina, além da importância para o vínculo afetivo”, acrescenta.

De acordo com a médica, além do bebê, a mãe também é beneficiada pelo processo de amamentação. “A mãe que amamenta tem uma evolução uterina mais rápida. A medida em que ela amamenta, diminui-se o sangramento pós-parto, a anemia, o útero volta ao tamanho normal mais rápido, a mãe perde peso mais rápido quando amamenta. A cada um ano que a mãe amamenta, ela tem 5% menos chances de desenvolver diabetes tipo 2 e infarto agudo do miocárdio”, frisa.

Outro fator destacado por Camila Nam é que o leite materno é mais prático e gratuito. “Ela não tem gastos em relação a isso e ele ainda previne contra o câncer de mama. É a combinação perfeita”, diz.

O bebê deve mamar pela primeira vez nos primeiros 30 minutos de vida. Além disso, a amamentação acalma a criança. “A sucção libera uma série de endorfinas no bebê e isso produz um bem-estar nele e na mãe”, salienta.

No entanto, nem sempre amamentar é uma tarefa fácil para a mãe. “Ela exige dedicação, paciência e por isso que hoje em dia muitas mães acabam não amamentando. A pega é um dos motivos. Quando o bebê pega o seio errado, pode produzir fissuras no peito da mãe e a dor pode inibir a lactação. Além disso, a pega errada não produz a sucção adequada para que o bebê estimule a produção do leite. Isso tudo deve ser acompanhado pelo pediatra”, opina.

A médica ainda alerta: não existe leite fraco! “Toda mãe produz o leite que tem que produzir para o seu filho, na quantidade certa, independentemente do tamanho da mama. A produção é feita exatamente do jeito que o bebê precisa para crescer de maneira adequada”, finaliza.

Durante toda esta semana, a Prefeitura de São Paulo realiza uma programação especial com o tema “Amamentação – Alicerce da Vida”. Confira a programação completa e saiba mais no áudio no topo da página. Basta clicar o botão play.

Programação das Atividades da Semana Mundial de Amamentação SMAM 2018 do HMEC

1º de agosto de 2018
14h: 
Abertura oficial com a participação da dra. Claudia Tanuri, diretora do Departamento Técnico; da enfermeira Vivianne Elias Silva dos Santos, presidente da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC); da coordenadora do Banco de Leite Humano do HMEC; e da dra. Marina da Rosa Faria, vice-presidente do IHAC.
Local: Av. Deputado Emílio Carlos, 3100 – Vila Nova Cachoeirinha 

14h30: Palestra – “Amamentação – A Base da Vida”, com o dr. Moises Chencinski, presidente do departamento científico de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP)
Local: Av. Deputado Emílio Carlos, 3100 – Vila Nova Cachoeirinha 

15h30: Confraternização no anfiteatro do HMEC
Local: Avenida Deputado Emílio Carlos, 3100 – Vila Nova Cachoeirinha 

5 de agosto de 2018
10h: 
Caminhada de apoio à SMAM
Local: Casa das Rosas – Avenida Paulista, 37 – Paraíso 

8 de agosto de 2018
10h: 
Caminhada de apoio à SMAM nos setores assistenciais da maternidade, com concentração na entrada principal.
(Obs: os participantes da Caminhada na Paulista também estão convidados para a Caminhada na Maternidade, com a camiseta símbolo do evento).
Público-alvo: todos os colaboradores da maternidade, doadoras de leite materno externas e pais de bebês internados na Unidade Neonatal e demais interessados.
Local:
 Avenida Deputado Emílio Carlos, 3100 – Vila Nova Cachoerinha







Tags: 


Veja mais

Facebook Twitter Google Plus Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2019 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados