CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatsapp Capital

NOTÍCIAS - Cinema

Sexta-feira, 22/06/2018 13:48
Por Ana Paula Novaes

Baseado em quadrinhos, comédia com atrizes globais é lançada em São Paulo

O filme chega às telas no dia 5 de julho. Confira na reportagem de Ana Paula Novaes.

OUÇA





Deborah Secco, Alessandra Negrini, Maria Casadevall e Mônica Iozzi protagonizam a comédia
Foto: Divulgação





Foi lançado no início desta semana em um hotel na zona sul da capital paulista o filme Mulheres Alteradas. Baseado nas tirinhas da cartunista argentina Maitena, o longa conta com elenco estrelado, com as personagens femininas a cargo das atrizes Deborah Secco, Alessandra Negrini, Mônica Iozzi e Maria Casadevall.

Há ainda participações de Daniel Boaventura, Patrícya Travassos, Stephan Necessian, Sérgio Guizé e Mario Lago.

 A direção é de Luís Pinheiro e o roteiro foi escrito pelo cartunista Caco Galhardo. A dupla já havia trabalhado junta no seriado Lili, a ex, baseado na obra de Galhardo e exibido pelo canal a cabo GNT.

O longa, que parte da premissa de que mulheres alteradas não são loucas e sim estão em transformação, conta quatro histórias entrelaçadas.

Alessandra Negrini é Marinati, uma advogada workaholic que se transforma quando se apaixona. Por isso, ela prefere não se apegar e se joga de cabeça no trabalho.

Deborah Secco é Keka, sua assistente, casada, mãe de gêmeos e que passa por uma crise no casamento com o personagem de Sérgio Guizé.

A amiga de Marinati, Sônia (Mônica Iozzi) é uma mãe de duas crianças, sobrecarregada e buscando momentos para si mesma. Sua irmã, Leandra, vivida por Maria Casadevall, é uma jovem solteira, cansada da vida de baladas e passando pela chamada ‘crise dos 30 anos’.

O filme mostra os dilemas vividos por mulheres tão diferentes, sempre de maneira bem-humorada, mas também muito real. É impossível não se lembrar de uma amiga que se parece com Marinati, uma prima em crise no casamento, uma mãe atolada nas demandas dos filhos, ou até mesmo se identificar com uma das personagens.

Com um elenco bem afiado e com timing certeiro de comédia, as protagonistas brilham - especialmente Negrini e Secco. “Brinquei de fazer essa mulher de alma boa, otimista, e foi delicioso poder fazer isso”, disse Deborah sobre sua personagem.

Já Alessandra Negrini destacou: “é um filme é fácil, no sentido de as mulheres se identificarem. Eu mesma já vivi as quatro personagens, que são fases da vida de uma mulher. Eu já fui mãe, com bebê pequeno, já vivi o fim de um casamento, já vi uma paixão levar tudo o que eu tinha. Eu já vivi essas quatro mulheres”.

A direção de Luís Pinheiro também é destaca. Ele aposta no uso de planos sequência, sem cortes, e enquadramentos inusitados. O filme é colorido e é bastante fiel aos quadrinhos de Maitena.

Mulheres Alteradas prova que, com o material, o roteiro e o elenco certo, o Brasil pode sim ter comédias de qualidade nos cinemas.

As atrizes Alessandra Negrini e Mônica Iozzi mandaram mensagens aos ouvintes da Rádio Capital. “Queria mandar um abraço para todo mundo que ouve a Rádio Capital e convidar para assistir nosso filme, que estreia dia 5 de julho, num cinema perto de você”, disse Iozzi. Já Alessandra frisou: “Convido para verem o filme Mulheres Alteradas nos cinemas, é uma comédia muito divertida e que fala sobre nós mulheres. Eu espero todas vocês”, finalizou.  Confira as mensagens completas nos áudios no topo da página. Basta clicar os botões play.

 

Ficha do filme
Mulheres Alteradas
Gênero: comédia
Origem:  Brasil
Duração: 1h35
Direção: Luís Pinheiro
Elenco: Deborah Secco, Alessandra Negrini, Mônica Iozzi e Maria Casadevall

 



Tags: 


Fotos



Veja mais

Facebook Instagram YouTube Whatsapp App Android App IOS
® 2020 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados