ENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume

NOTÍCIAS - Mundo

Terça-feira, 12/06/2018 10:38

Donald Trump e Kim Jong-Un assinam acordo por fim de armas nucleares na Coréia do Norte

Os dois presidentes se encontraram pela primeira vez nesta terça-feira (12) em Singapura.




Os líderes tiveram um diálogo reservado, acompanhados apenas pelos tradutores.
Foto: Divulgação/Casa Branca





O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a delegação que o acompanha à Singapura iniciam uma reunião bilateral ampliada com o líder norte-coreano Kim Jong-Un e a comitiva do país asiático na noite desta terça-feira (11). A informação foi publicada pela secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, no Twitter.

A postagem incluiu uma foto de um aperto de mão de Kim e Trump sentados em uma mesa retangular. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, fazem uma reunião histórica entre os dois países. Os líderes tiveram um diálogo reservado, acompanhados apenas pelos tradutores.

Antes da conversa, Trump e Kim fizeram uma breve declaração para a imprensa. Trump disse “nós teremos uma ótima discussão”. E completou “isso será tremendamente bem-sucedido. Vamos ter um ótimo relacionamento, não tenho dúvida.”

Na chegada ao hotel, Kim e Trump trocaram um longo aperto de mão em um salão decorado com bandeiras dos Estados Unidos e da Coreia do Norte.

É a primeira vez que um presidente em exercício de mandato se encontra com um líder norte-coreano. O anúncio do encontro de Kim e Trump marcou uma reviravolta em meses de troca de acusações entre os dois líderes.

Ano passado, Trump ameaçou destruir totalmente a Coreia do Norte e chamou o norte-coreano de “homenzinho do foguete”. Em resposta, Kim xingou o presidente de “ignorante mentalmente perturbado”.

Resultados
Apesar do entusiasmo e otimismo expressado pelos dois presidentes, analistas encaram o resultado do acordo com ceticismo. A ausência de referências aos mísseis ou a prazos para a desnuclearização da Coreia são apontados como fragilidades do documento.

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que "todos podem fazer a guerra, mas só os mais corajosos podem fazer a paz”. O líder norte-coreano, Kim Jong-un, disse que “decidiram deixar o passado para trás” e que “o mundo vai ver grandes mudanças”.

Fonte: Agência Brasil




Tags: 


Veja mais

® 2018 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados