CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Cidade

Quarta-feira, 14/03/2018 12:17
Por Ana Paula Novaes

Alckmin comemora recuperação da economia durante abertura do Fórum Econômico Mundial da América Latina

Evento deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil




O evento volta a ser realizado no Brasil após sete anos
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo





O governador Geraldo Alckmin participou nesta terça-feira, 13, da abertura oficial para imprensa do 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina, no Palácio dos Bandeirantes.

Alckmin comentou do bom momento da economia mundial e da recuperação econômica brasileira. “O Fórum Econômico Mundial aqui na América Latina vem em um momento muito especial. Primeiro, um bom momento da economia mundial. É raro você ter na economia um crescimento de quase 4%. 3,9% de crescimento do PIB mundial é excepcional, ninguém pode perder esse bom momento”, comentou defendendo o livre comércio como forma de expansão econômica e melhoria da qualidade de vida da população. “O Brasil sai de uma recessão e inicia um processo de recuperação econômica que deve ser mais vigorosa esse ano, com isso temos muitos desafios. Nós defendemos o comércio, defendemos a abertura comercial que beneficia a sociedade, com competitividade, produtividade, oportunidade. Então é evidente que não podemos concordar com medidas protecionistas”, ressaltou.

O WEF, também conhecido como “mini Davos”, volta para o Brasil após sete anos. Na última vez, em 2011, foi sediado na cidade do Rio de Janeiro.  O evento deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil para criar uma nova narrativa para a região, diante dos impactos significantes que o intenso ciclo eleitoral dos próximos dois deve ter na arena política e socioeconômica.

Com o tema América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa, a reunião pretende aproveitar desse movimento para ajudar a criar uma nova narrativa, baseada na riqueza de recursos humanos e naturais que a região apresenta, com o foco principal em liderança responsável e no bem-estar da população. O tema também aborda a tecnologia e inovação, que serão fatores importantes para a modernização das economias regionais, o aumento da produtividade e o progresso econômico para todos.

Os principais participantes regionais incluem o presidente Michel Temer; Isabel Saint Malo de Alvarado, vice-presidente do Panamá; Jorge Faurie, ministro de Relações Exteriores e Culto da Argentina; Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil; Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil; Geraldo Alckmin Filho, governador de São Paulo, Brasil; João Doria, prefeito de São Paulo, Brasil; Mauricio Cardenas, ministro de Finanças e Crédito Público da Colômbia; Manuel A. Gonzalez, ministro de Relações Exteriores da Costa Rica; Roberto Azevêdo, diretor-geral, Organização Mundial do Comércio (OMC); Alicia Bárcena Ibarra, secretária executiva, Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (ECLAC), Santiago; Luis Alberto Moreno, presidente, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Washington DC; membro do Conselho de Administração do World Economic Forum; Ildefonso Guajardo Villarreal, secretário da Economia do México; Maria Soledad Nuñez Mendez, ministra de Habitação do Paraguai; e Lieneke María Schol Calle, ministro de Produção do Peru.

A abertura oficial aos participantes aconteceu na manhã desta quarta-feira, 14.






Tags: 


Veja mais

Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2019 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados