CadastroENTRAR
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado
Volume
Áudios
App Android
App IOS
Facebook Capital
Twitter Capital
Instagram Capital
YouTube Capital
Whatszap Capital

NOTÍCIAS - Exclusivas

Segunda-feira, 29/01/2018 12:23

Capital, uma rádio de história e de paixão

A Rádio Capital está completando 40 anos com muita história para contar.






A Rádio Capital entrou no ar em 25 de janeiro de 1978, aniversário de São Paulo, e passou a fazer parte da vida da cidade e do País, conquistando o público por meio de uma programação voltada para a informação e o entretenimento.

Nossos ouvintes contribuem diretamente para o sucesso da Rádio Capital, que, com muita luta e com muito amor pelo que faz, tornou-se a emissora de rádio AM de maior audiência de São Paulo. Na época em que festejamos os 40 anos, é muito bom receber manifestações de carinho desse público que se entusiasma com nosso time de comunicadores liderado por Eli Corrêa e Paulo Lopes e que se mantém informado através de uma competente equipe de Jornalismo.

O sucesso de uma rádio, porém, é garantido não só por quem fala ao microfone. Por trás dos que têm suas vozes reconhecidas pelos ouvintes, está a Família Capital: funcionários dedicados nas mais diferentes atividades, do setor técnico ao administrativo, ao artístico, ao jornalístico e ao comercial. Somos, de fato, uma família, a começar pelo proprietário, Nelson Morizono, sempre atento ao que ocorre na emissora. O comando é do experiente diretor-geral, Francisco Paes de Barros, o Chico. No cargo há 13 anos, ele tem uma carreira de mais de 40 anos de trabalho na missão de levar emissoras ao pódio de liderança, como a Record e a Globo. O Departamento Administrativo e Financeiro está a cargo de José Eduardo Pereira, que acaba de completar 30 anos de Rádio Capital. No Setor Técnico, Amauri Santos; no Jornalístico, Luiz Carlos Ramos; no Comercial, Felipe Leider.

A comemoração dos 40 anos da Rádio Capital vai prosseguir durante todo o ano de 2018. E nossos momentos de alegria possibilitam não só uma confraternização entre os que hoje trabalham na sede da Avenida Bernardino de Campos, no bairro do Paraíso, e nos transmissores de Diadema,  como também uma homenagem a outros profissionais que passaram por aqui e  pelos estúdios pioneiros da Avenida 9 de Julho.

Para reforçar este texto de história da Rádio, produzido pelo coordenador de Jornalismo, Luiz Carlos Ramos, recorremos à jovem jornalista Carolina Mattos, que trabalha na Capital há 16 anos e que recebeu nota 10,0 ao se formar em pós-graduação no Curso de Especialização em Jornalismo da PUC-Cogeae, em 2008, apresentando monografia sobre o sucesso do comunicador Eli Corrêa.

A Rádio Capital nasceu em 25 de janeiro de 1978. A emissora foi reinaugurada no dia do aniversário da cidade de São Paulo. Por isso, o nome Capital. Antes, a Rádio Capital se chamava Rádio Novo Mundo, que tem mais de 60 anos de história. O nome Capital somente é um nome “fantasia”, sendo que ainda nos registros e na concessão do Governo Federal o nome que consta ainda é Novo Mundo, com o nome Capital como seu nome “fantasia”. A mudança do nome foi um marco para a mudança do tipo de programação. O responsável por esta mudança é o professor Edvaldo Alves da Silva, que foi dono da emissora até 1997 e que permanece proprietário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Quem ajudou nesta mudança de programação e de formato da emissora foi o grande locutor e apresentador Hélio Ribeiro, falecido em 2001. Hélio também foi o primeiro diretor da Rádio.


Hélio Ribeiro, primeiro diretor da Rádio Capital
Foto: Divulgação


Em 1984, o empresário Nelson Morizono entrou como sócio do professor Edvaldo na Capital. Em 1997, Morizono assumiu totalmente as ações da Rádio Capital,  tornando-se o seu único dono, e mantendo outros negócios empresariais.

Passaram pelos microfones da Rádio Capital, além de Hélio Ribeiro (que também foi da Tupi, Bandeirantes e Globo), Zé Béttio (revelado na Record), Antônio Celso (Bandeirantes e Excelsior), Claudete Troiano (em início de carreira e como repórter esportiva). Os apresentadores Gugu (Augusto Liberato), César Filho e Paulinho Boa Pessoa, não só passaram como foram revelados na Capital. Também trabalharam na emissora Gil Gomes, Afanasio Jazadji, Sérgio Bocca, Assis Ângelo, Oswaldo Bettio, Célio Guimarães, Sônia Abrão, Leão Lobo e Paulo Barboza, entre outros.

Nos anos 2000, também trabalharam na Capital,  entre outros, os comunicadores Paulo Barboza, Paulinho Boa Pessoa e Cícero Augusto.

O atual diretor-geral da Rádio Capital é Francisco Paes de Barros, experiente homem de rádio, que também dirigiu as  Rádios Globo, Record AM e FM, América, Excelsior (atual CBN) e Nove de Julho. Chico, como ele é e gosta de ser chamado, está à frente da Rádio Capital desde o início de 2005.

Na atualidade, o diretor Comercial da Rádio é Felipe Leider; o coordenador de Jornalismo, Luiz Carlos Ramos; o gerente Administrativo e Financeiro, José Eduardo Pereira, que trabalha na Rádio há 30 anos; o coordenador de Operações Técnicas, Amauri Santos.

A corporação da Rádio Capital, em seus diversos setores, constitui uma autêntica família, entre funcionários e colaboradores. Trata-se de uma união que contribui diretamente para o sucesso, para a chegada à liderança em audiência no rádio AM de São Paulo. Essa união foi evidenciada, mais uma vez, em 26 de janeiro de 2018, quando da festa dos 40 anos da Rádio e da comemoração conjunta dos aniversários de funcionários na Capital nascidos em janeiro. Aos 40, uma rádio moderna, de estilo popular com ética e responsabilidade, que conquistou, de vez, o público de São Paulo e que, com as novas tecnologias, é ouvida também nos mais distantes rincões do Brasil e em outros países. Sucesso!

Luiz Carlos Ramos, coordenador de Jornalismo.






Tags: 


Veja mais

Facebook Twitter Instagram YouTube Whatszap App Android App IOS
® 2020 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados