ENTRAR
OUÇA A RÁDIO CAPITAL AO VIVO | AM 1040
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado

NOTÍCIAS - Polícia

Terça-feira, 14/11/2017 12:17
Por Ana Paula Novaes

Ministério Público descobre indícios sobre empresa do vôo que caiu com a Chapecoense

Documentos indicariam que a dona do avião seria outra companhia.




Avião que transportava a equipe caiu em novembro de 2016, deixando 71 mortos e 6 feridos
Foto: Beto Barata/PR



Novos desdobramentos na investigação do acidente com o avião que levava a equipe da Chapecoense e que caiu há quase um ano na Colômbia foram revelados pelo Ministério Público Federal em Santa Catarina (MPF-SC). Procuradores encontraram indícios de que a companhia aérea LaMia, responsável pelo voo, não pertença de fato aos donos que constam do papel. Um deles morreu na queda do avião e o outro está foragido.

Segundo documentos encontrados por procuradores do MPF-SC a venezuelana Loredana Albacete teria negociado, em nome da LaMia, o fretamento da aeronave com o clube. Além disso, a venezuelana também é responsável por uma empresa que receberia, por meio de uma conta em Hong Kong, os US$ 140 mil (R$ 459 mil, na cotação mais recente) relativos ao deslocamento até Medellín.

O avião caiu na madrugada de 29 de novembro de 2016. No total, 71 pessoas morreram e outras seis ficaram feridas. Até o momento, nenhuma indenização foi paga à família das vítimas.






Tags: 


Veja mais

® 2017 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados