ENTRAR
OUÇA A RÁDIO CAPITAL AO VIVO | AM 1040
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado

NOTÍCIAS - Brasil

Quinta-feira, 18/05/2017 16:28
Por Ana Paula Novaes

Em pronunciamento, Michel Temer afirma que não vai renunciar à Presidência da República

Confira o pronunciamento completo.



O presidente Michel Temer fez um pronunciamento por volta das 16 horas de hoje e afirmou que não irá renunciar ao cargo. “Não renunciarei, sei o que fiz”, destacou.

 Temer negou que tenha comprado o silêncio de Cunha. “Não comprei o silêncio de ninguém, simplesmente porque não temo nenhuma delação. Não tenho nada a esconder. Sempre honrei meu nome”, disse.

O presidente exigiu a investigação das denúncias e disse que vai provar no STF sua inocência. “Quero registrar enfaticamente que essa investigação será território onde surgirão todas as explicações”, acrescentou.

Temer disse que seu governo viveu esta semana seu melhor e pior momento. Citou a importância das reformas e disse que ontem (17) o país assistiu o retorno do fantasma da crise política, após gravações que chamou de clandestinas. “E todo o esforço de tirar o país da crise pode se tornar inútil”, acrescentou. 

Segundo reportagem de Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, publicada ontem (17) os  donos do frigorífico JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso em decorrência da Operação Lava Jato, e do doleiro Lúcio Funaro.

A gravação teria sido feita em um em março deste ano.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (18) a abertura de um inquérito para investigar o presidente Michel Temer, após o pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Com isso, o presidente passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato.

Foto: Reprodução/TV NBR

® 2018 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados