ENTRAR
OUÇA A RÁDIO CAPITAL AO VIVO | AM 1040
NO AR:
PRÓXIMA ATRAÇÃO:

Parado

NOTÍCIAS - Chuvas

Segunda-feira, 22/02/2016 10:45

Chuva em São Paulo deixa pelo menos 18 mortos desde dezembro

Na noite de sábado (20), três pessoas morreram afogadas, em Atibaia.



Desde dezembro, pelo menos 18 pessoas morreram em consequência dos temporais em São Paulo, segundo a Defesa Civil. Na noite de sábado (20), três pessoas morreram afogadas, em Atibaia, município a 64 quilômetros de São Paulo, ao norte do estado. As vítimas estavam dentro de um carro que foi arrastado pela enxurrada para o córrego do Piqueri.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista tentou passar por um alagamento na Avenida Alfredo André, quando o veículo foi arrastado pela correnteza. Além dele, estavam no carro, a mulher e a filha de 9 anos. Na mesma região, 30 casas inundadas precisaram ser abandonas momentaneamente.

Em Sorocaba, cidade distante cerca de 100 quilômetros da cidade de São Paulo, no início da madrugada de ontem (21), o temporal causou o transbordamento do Rio Sorocaba. Cinco pontos da cidade foram alagados, como os bairros Jardim Itanguá, Mineirão, Jardim Hungarês e Vitória Régia. Não há registro de mortos, feridos ou desabrigados. Três muros desabaram parcialmente, e uma das paredes de concreto caiu sobre um veículo estacionado na avenida Itavuvu, sem deixar feridos.

Em São Paulo, a chuva de ontem (21) à noite provocou alagamentos e queda de árvores. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da prefeitura, decretou estado de atenção para enchentes em vários pontos da cidade entre às 19h30 e as 22h30.

De acordo com a Defesa Civil estadual, entre as áreas que ficaram alagadas estão a Radial Leste, perto do metrô Artur Alvin e a Avenida Ricardo Jafet. Foram registrados ainda alagamento e queda de árvores na Praça Reverendo Israel Vieira Ferreira e na Rua Luiz Gonzaga, na zona norte.

Pluviometria
O CGE informou que, em fevereiro, já choveu 151,3 milímetros (mm), correspondente a 70% da média esperada para todo este mês, que é 216,1 mm. As áreas de instabilidade devem continuar ao longo da semana, atingindo tanto a capital paulista quanto as cidades vizinhas. “O potencial para escorregamentos de encostas em áreas de risco continua elevado, em função do solo encharcado pelas chuvas dos últimos dias”, alerta o órgão.

Fonte: Agência Brasil

® 2018 Rádio Novo Mundo Ltda - Todos os direitos reservados